terça-feira, 3 de setembro de 2013

Lamim recebe recursos para obras de infraestrutura



Prefeito Tim recepcionado pelo Deputado Lafayette Andrada

Sessenta e um municípios mineiros já poderão dar início a obras de infraestrutura urbana. Por meio de convênio assinado nesta terça-feira (3), no Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, o vice-governador Alberto Pinto Coelho autorizou a liberação de mais de R$ 27 milhões para prefeituras de várias regiões do Estado.

Os recursos fazem parte do ProMunicípio, programa lançado este ano pelo governador Antonio Anastasia, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento municipal por meio de investimentos em infraestrutura viária, máquinas e equipamentos rodoviários, veículos e ações de saúde e educação, no qual estão sendo investidos, somente este ano, mais de R$ 2,1 bilhões.

Segundo informações da assessoria do deputado Lafayette de Andrada na solenidade de assinatura dos convênios do programa Pró-Municípios, o município de Lamim foi um dos contempladas com R$ 350 mil, para obras de infraestrutura.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Jaiminho Martins encaminha ônibus escolar para município de Lamim


Deputado Jaiminho, Secretária Ana Lúcia Gazzola e prefeita Ariane Pedrosa
O governador Antonio Anastasia, acompanhado da secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, entregou, nesta sexta-feira (23), na Cidade Administrativa, 379 veículos escolares para 379 municípios, beneficiando mais de 13.500 alunos. Por indicação do deputado Jaiminho Martins (PR) os municípios de Catas Altas da Noruega e Lamim, também receberam um veículo cada. Os investimentos somam R$ 63,8 milhões, divididos entre o Estado (R$ 13,8 milhões) e o governo federal (R$ 50 milhões).

Governador Antônio Anastasia ressalta importância do investimento
“Tivemos um aumento de investimento por parte do governo estadual no custeio do transporte escolar, de R$ 80 milhões em 2010 para R$ 145 milhões neste ano. Quase dobramos o valor que repassamos às prefeituras, e sou o primeiro a reconhecer que é insuficiente pelo tamanho da malha rodoviária de nosso Estado. Este ano, estamos investindo R$ 210 milhões no transporte escolar, sendo R$ 145 milhões do Tesouro do Estado para as parcerias com convênios com prefeituras, R$ 15 milhões como contrapartida aos ônibus que estão sendo entregues, que se somam a esses R$ 50 milhões vindos da União, através da emenda da bancada parlamentar federal de nosso Estado”, afirmou Anastasia.


Foram entregues 212 veículos da Iveco Latin America Ltda, com capacidade para 29 alunos e 167 veículos da empresa Man Latin America Indústria e Comércio de Veículos Ltda, com capacidade para 44 alunos. Todos os veículos estarão disponíveis para atender aos alunos no próximo ano letivo.

“Nesses dois anos do meu mandato, investimos R$ 500 milhões do Tesouro do Estado na recuperação, construção e equipamentos para as escolas estaduais. Sabemos que ainda precisamos de mais. Estamos atrás de recursos para investimentos ainda maiores, porque o objetivo é termos de fato uma educação de ponta. Minas já alcançou a nota internacional de 6,0, mas sabemos que ela ainda é pequena perto das necessidades que nós temos”, disse o governador.

Esforço

Anastasia afirmou que a disponibilização de veículos para o transporte escolar visa oferecer melhores condições de mobilidade aos estudantes que moram na zona rural, possibilitando a melhoria de indicadores de avaliação da educação como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Minas Gerais, a despeito das desigualdades regionais, da extensão territorial, quarto maior Estado da federação brasileira, do tamanho da França, e maior em número de municípios, conseguiu ocupar, para a nossa honra, nos nove primeiros anos, o primeiro lugar do Ideb no Brasil. É um dado extremamente positivo e devemos cumprimentar a comunidade escolar por isso”, completou Anastasia.

A secretária de Estado da Educação, Ana Lúcia Gazzola, destacou a importância de um transporte escolar eficiente. “A melhoria no transporte facilita para os alunos, que chegam às escolas mais descansados. Com condições melhores criamos situações mais favoráveis e, assim, obtemos melhores resultados em avaliações como o Ideb”, disse.

Fonte: www.agenciaminas.gov.br

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Redução de receita e aumento de obrigações levam Municípios à crise econômica



Presidente da Confederação Nacional de municípios

Redução da receita municipal deve chegar a R$ 9 bilhões este ano, conforme estudo apresentado pelo presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski. Durante entrevista coletiva, na tarde desta terça-feira, 4 de setembro, o representante municipalista mostrou que as prefeituras estão em crise econômica, principalmente, por causa da queda das transferências da União e o aumento das despesas.

“O rombo total deve ser de R$ 24,8 bilhões, que é 6,8% da receita de R$ 364 bilhões do previsto para os Municípios”, calculou Ziulkoski. Ele esclareceu que a fraca atividade econômica, a política de desoneração de impostos e o não pagamento de Restos a Pagar que a União deve aos Municípios piorou ainda mais a situação.  “Só este estoque de restos a pagar soma R$ 18,7 bilhões, sendo que R$ 7,5 bilhões se referem a projetos em execução que ainda não foram pagos”, mencionou.

De acordo com a apresentação do líder municipalista, os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) serão R$ 9 bilhões a menos este ano. Isso por causa dos impactos de R$ 6,9 bilhões de desaceleração da atividade econômica, de R$ 1,5 bilhão de desonerações do IPI e de R$ 595 milhões de redução das alíquotas da Cide.

“A reestimativa de receita do FPM deste ano indica redução real de 1% – em relação a 2011. O que pode complicar muito o fechamento de contas no final deste exercício”, adiantou Ziulkoski. Ele lembra: “em 2012 o FPM chegou a R$ 65,6 bilhões”.

Demais motivos
  
Os demais motivos que comprovam o grave quadro de crise econômica nos Municípios foram reunidos em um estudo da CNM, divulgado na ocasião. São eles: o real aumento do salário mínimo, que causou impacto de R$ 2,85 bilhões, e o reajuste do Piso Nacional do Magistério, que impacto de R$ 5,4 bilhões.
 
Pelas informações de Ziulkoski, a situação ainda deve piorar. “Com a queda de arrecadação e do FPM, o Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação] sofrerá uma perda que pode variar em torno R$ 17 bilhões, considerando só a contribuição de Estados e Municípios”.

Opinião dos gestores

Por causa dos problemas verificados, a CNM fez uma pesquisa com pesquisa de opinião em 4.773 Municípios, ou 85,8% do total, para saber qual a situação das administrações neste momento. Os resultados foram:
  1. 532 declararam estar com os salários atrasados o que representa;
  2. 47,8% indicam estar com atraso no pagamento dos fornecedores;
  3. 19% ainda não conseguiram implantar o Piso Nacional do Magistério;
  4. 80,2% afirmam impacto do aumento do salário mínimo nas suas despesas de pessoal, acarreta um maior comprometimento do percentual da despesa com pessoal em relação a sua receita corrente líquida;
  5. 47% dizem que durante seu mandato tiveram problemas com os convênios celebrados com a União para a execução de obras e ou aquisição de equipamentos; e
  6. Destes 66% indicam que poderão deixar restos a pagar no final deste exercício por conta do não pagamento por parte da União destes convênios.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Lamim é o segundo município na região no índice do SUS


Remédios acondicionados dentro das normas sanitárias
Divulgado no mês de março, o índice de desempenho do Sistema Único de saúde (IDSUS), indica bons números no sistema de saúde de Lamim. Tendo o município ficado com o segundo melhor índice da micro-região de Lafaiete. Os dados fazem parte de um levantamento feito pelo Ministério da Saúde que avaliam se a população está tendo acesso ao atendimento em uma unidade pública de saúde e como está a qualidade do serviço.

Passou por avaliação estruturas como hospitais, laboratórios e clínicas. Foram analisados, por exemplo, a quantidade de exame preventivo de câncer de mama em mulheres de 50 a 69 anos, índice que Lamim obteve nota dez. Quando é considerada a média de escovação supervisionada, o município de Lamim também obteve nota 10 no ranking. O procedimento de mamografia feito em mulheres de 25 a 59 anos, foi outro ítem com nota máxima no indicador IDSUS.

O serviço de saúde laminense conseguiu mais um 10 ao ser analisada a relação dos exames de colo de útero. A secretaria recebeu novos 10 pela cobertura populacional estimada e pela vacinação tetravalente em menores de um ano.

Os técnicos levaram em conta o tamanho da população, a estrutura disponível e a condição econômica de cada município. 
Índice divulgado pelo Jornal Correio da Cidade de Conselheiro Lafaiete

Os números completos podem ser vistos no endereço: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/area.cfm?id_area=1080.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Unidade de Triagem de Resíduos Sólidos promove melhoria na vida dos laminenses


Pátio da Usina de triagem e compostagem
Iniciada no governo anterior, na gestão da prefeita Ariane Pedrosa a Unidade de Beneficiamento do Lixo sofreu adequações e modificações exigidas pelas normas técnicas e já funciona há dois anos. O trabalho feito na Usina de triagem e compostagem de lixo urbano tem sido importante para a preservação do meio ambiente de Lamim. O primeiro dos benefícios ambientais foi colocar fim ao lixão que existia no município.

Após todo o processo de licenciamento, implantação e início da operação da usina, Lamim entrou para o seleto grupo dos municípios que recebem ICMS Ecológico. Outro ponto importante é que todo material recolhido durante o trabalho de limpeza urbana passa por uma triagem.

Sistema natural evita propagação de mal cheiro e infestação de moscas
Num primeiro momento a construção da usina causou preocupação aos vizinhos do terreno onde seria implantada, mas hoje, é de fato impressionante a qualidade promovida ao meio ambiente. Não há mal-cheiro! Não há insetos! Tudo isso por que foi implantado um sistema para evitar danos à vizinhança. Existem plantas no local que repelem os insetos: a Citronela.

Poço artesiano abastece usina e atende moradores do Córrego do Bendito
Obra desconhecida por grande parte dos laminenses, a Unidade trouxe grandes benefícios para cidade. O primeiro deles: através do projeto foram feitos poços artesianos que agora fornecem água potável para mais de 30 famílias próximas, com encanamento em domicílio para todas as residências. Vizinhos que antes reclamavam, hoje se sentem beneficiados. Outro grande benefício é que foram gerados diretamente 8 empregos distribuídos entre os cargos de vigia, responsável técnico e funcionários para triagem.

De acordo com o Fernando Medeiros, responsável pelo gerenciamento do projeto, a Unidade de Beneficiamento do Lixo é auto-sustentável e recebe mensalmente 10.000,00 reais, via prefeitura. A usina funciona dentro das normas técnicas, sendo supervisionada pelo FEAM, SUPRAM e Fundação Israel Pinheiro.
Servidores realizam triagem do material reciclável

Ainda segundo informações de Medeiros, os funcionários são vacinados, trabalham com equipamentos adequado (EPI:equipamento de proteção individual), e fazem treinamento em Viçosa, Ibertioga, Entre Rios e em outras unidades. Sem contar que na usina há refeitório onde os servidores recebem diariamente lanche da prefeitura, como leite, pães e café. Há, também, banheiros e lavanderia para limpeza dos uniformes, roupas e botinas.

Como acontece o beneficiamento do lixo

Na triagem, o lixo é classificado em três categorias: reciclável, rejeito e orgânico.

O lixo orgânico, rico em húmus, é utilizado para fertilizar campos de futebol e jardins.

O “rejeito” vai para o aterro na estrada para o Pega-Fogo onde é depositado em duas valas: uma para carcaças de animais e outra para o lixo comum, onde é devidamente recoberto.

O lixo reciclável (plástico, papel,etc) é prensado por máquina própria, amarrado em fardos e vendido por licitação. O dinheiro é revertido para a própria Unidade.

Lixo radioativo, pilhas e baterias são armazenados e enviados para local especializado.
Baias onde são distribuídos os materiais após triagem

Pneus e lâmpadas também têm um destino específico.

Material elétrico, peças de veículos, objetos de madeira de louça, etc, são reaproveitados.

A Unidade não recebe lixo hospitalar (lixo infectante). A prefeitura contratou uma empresa especializada para coleta desse tipo de lixo: a Empresa Inceco.

Ficar uma alerta que a coleta de lixo é feita na cidade 03 dias por semana e os comerciantes foram notificados pela prefeitura para colocarem o lixo na rua nos dias certos da coleta.

Preservação do ribeirão do Lamim passa pelo colaboração da comunidade

Ribeirão passa por amplo processo de desassoreamento e limpeza das margens
Agora, com a limpeza e o desassoreamento do “Ribeirão do Lamim”, esta Unidade de Beneficiamento do Lixo é mais um convite à população a respeitar e amar mais o rio que atravessa a cidade: nunca jogar lixo dentro dele.

Essa será, sem dúvida alguma, uma das melhores maneiras de respeitarmos a Mãe-Natureza e de valorizarmos a vida e a saúde.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Monsenhor Celso - uma vida dedicada aos estudos e a igreja


            
*Prof. Ângelo Reis

Padre Celso Murilo Sousa Reis nasceu em Lamim em 18 de julho de 1963. É o segundo filho (possui mais três irmãos) do Sr. Paulo de Assis Reis e de Dona Theresinha de Jesus Sousa Reis.

Freqüentou em Lamim a Escola Estadual Napoleão Reis até a 7º série. Em seguida, ingressou no Seminário Menor de Mariana para concluir o Ensino Fundamental. Em Mariana, fez também o Curso de Filosofia. Foi escolhido em seguida para cursar Teologia em Roma na Pontifícia Universidade Gregoriana. Permaneceu em Roma por 03 anos. Voltando ao Brasil, recebeu a Ordem do Diaconato e começou sua carreira como formador e professor nos Seminários Maior e Menor de Mariana.

Em 1987, no dia 28 de julho, foi ordenado sacerdote em sua terra natal. Voltou a Roma pela 2º vez para fazer o Curso de Mestrado em Ciências Bíblicas e lá permaneceu por 04 anos, estudando no Instituto Bíblico de Roma. Realizou todos os seus estudos com muita dedicação e muito brilhantismo.

De regresso ao Brasil, continuou seus trabalhos de formador e professor nos Seminários de Mariana; tendo sido também Reitor do Seminário Maior São José (Teologia) por 07 anos. Durante todo esse tempo, trabalhou em várias paróquias de Mariana e Ouro Preto e lecionou nos Seminários de Caratinga, Diamantina, e Guanhães. Fez ainda uma terceira permanência em Roma por um ano e meio, aperfeiçoando seus conhecimentos.

Monsenhor Celso é estudioso. Professor dedicado. Possui vasto conhecimento na área das Ciências Humanas e profundo conhecimento das Sagradas Escrituras. É poliglota. Conhece bem a Língua Portuguesa, italiana, francesa, espanhola, latina; além das línguas bíblicas: Grega, Hebraica e Aramaica. É também assessor de vários cursos para agentes de evangelização. Diretor espiritual e pregador de Retiros.

Atualmente, Padre Celso foi agraciado com o título de Monsenhor, sendo nomeado pelo atual Arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, para o cargo de Vigário-Geral da Arquidiocese de Mariana. Continua com suas atribuições os Seminários de Mariana e auxilia ainda em diversas paróquias de Ouro Preto, Mariana e cidades vizinhas.

Livros publicados: “Fica Conosco, Senhor!”
                            “palavras na Palavra”

Artigos em Jornais: Centenas de subsídios homiléticos no jornal “Comunidades em Festa”.

Vários artigos sobre temas diversos publicados no jornal “Pastoral” (ambos os jornais da Editora Dom Viçoso de Mariana).

“Vindo de uma família sacerdotal, pode-se definir Padre Celso com todas as letras maiúsculas, HOMEM DE DEUS E DA IGREJA.”

domingo, 22 de julho de 2012

Bodas de prata sacerdotais de Monsenhor Celso


Monsenhor Celso sendo abençoado pelo Papa João Paulo II
Será realizado no próximo sábado, dia 28 de julho, às 19:00 hs, na Matriz do Divino Espírito Santo no município de Lamim, a celebração eucarística em Ação de Graças pelas Bodas de prata sacerdotais de Monsenhor Celso Sousa Reis.

Os pais de Monsenhor Celso, senhor Paulo e Dona Terezinha e seus familiares convidam a todos para participarem deste momento de Ação de Graças.

A partir das 18:00 hs de sábado na igreja matriz, antes da santa missa, será exibida uma filmagem que foi realizada em 28 de julho de 1987, em Lamim, data da ordenação sacerdotal de Monsenhor Celso.

Seus familiares agradecem a presença de todos!